Swingers do Brasil
Assine o SB

Ele não gosta de fazer sexo oral. O que fazer?

Ele não gosta de fazer sexo oral. O que fazer?

Com frequência recebemos relatos de seguidoras que contaram sobre seus parceiros que não curtem fazer sexo oral. Diante de tantas perguntas, pesquisamos para você esta interessante (e divertida) matéria do site Manual do Homem Moderno que fala os principais motivos pelos quais os homens não gostam de fazer sexo oral nas mulheres e também as “soluções” apontadas para contornar as situações. Vamos conferir?

Quase metade dos homens tem nojo de fazer sexo oral na parceira. Este número alarmante e assustador (não só para mim como, principalmente, para as mulheres) foi revelado pela pesquisa da empresa Sex Wipes. Segundo ela, 43% dos caras em São Paulo não realiza esta modalidade de sexo com a parceira.

O estudo entrevistou 1252 homens heterossexuais e sexualmente ativos com idades entre 18 e 30 anos (ou seja, a parte que realmente está ‘trabalhando’ na área). Destes, 78% afirmou receber sexo oral frequentemente na relação, enquanto quatro em cada 10 não praticava de volta (o famoso só o Venha a nós o que interessa).

Dos ‘bravos’ que realizam a modalidade com frequência, 35% revelou sentir nojo durante a prática. A justificativa para fazer o ato contra a própria vontade é o medo de ser considerado gay (???) ou ser traído. O grande incômodo para estes caras é o cheiro ou aspecto da vagina.

Pode ser que a responsável pela pesquisa, uma empresa que vende lenços umedecidos, esteja forçando a barra para empurrar seus produtos como solução para a luz no fim do túnel do prazer feminino. “Elimine todos os odores e cheiros, com uma vagina clean, os homens vão voltar a beber diretamente da fonte e seus problemas acabarão!”.

Mas, meu objetivo é outro, é tentar mostrar o quanto as justificativas apresentas para a ojeriza masculina podem cair por terra. Para você que não foi criado no carpete, a leite com pera e que tenha nojinho e asco por estas coisas, recomendo que você leia abaixo e reveja seus conceitos:

Eles dizem que a vagina cheira mal

Você, homem, precisa encarar um fato, vagina tem odores próprios. Depois de um dia de trabalho, balada ou pegar uma academia, a região naturalmente vai concentrar cheiros característicos.

A não ser que você tenha pegado uma mulher que não cultive maus hábitos higiênicos, ou tenha alguma secreção ou fungo naquela região (perfeitamente notável e cuidável, basta a atenção feminina), estes odores são completamente normais.

Como resolver o problema: o cheiro está forte e é difícil de encarar a pequena área? Peça para tomar um banho juntos antes do sexo. Água e sabão fazem milagres e, depois disso, você vai poder brincar à vontade.

Eles dizem que a vagina tem gosto ruim

Você não é nenhuma criança e já desenvolveu maturidade no paladar para mais gostos além do doce e salgado. Assim como você não entendia que tantas pessoas poderiam gostar de uma coisa amarga e ruim como a cerveja (na adolescência), bastou a prática para incorporar o sabor a sua vida.

Lógico que você não precisa virar um ‘sommelier’, para tentar descobrir os nuances e origem de cada uma delas (umas mais adocicadas que lembra frutas vermelhas, outras mais azedinhas, como o limão da pérsia da África meridional), mas com empenho e prática, vai adquirir o gosto pela coisa.

Como resolver o problema: além do banho e de produtos de higiene (caso o gosto realmente não te agrade), muitos especialistas apontam que a alimentação influenciam nos fluidos corporais, bem como na região da vagina. Teste com a parceira ficar um dia com uma dieta vegetariana ou à base de frutas e sinta o resultado juntos (é bem divertido até).

Eles dizem que a vagina é úmida

Não sei quem apontou esta justificativa, mas com certeza não conhece o modus operandi da coisa. Lubrificação feminina (exceto em problemas de saúde) é só um indicativo de que a garota está curtindo o momento, está excitada e quer transar com você.

Diferente dos filmes pornôs, onde o cara não precisa pedir licença e já vai logo entrando sem ‘bater na porta’, o fato dela se lubrificar é ponto fundamental para ela ter prazer. Você deveria encarar isso como um troféu e não sair reclamando por aí por sua gata estar ‘molhadinha’.

Como resolver o problema: cara, a não ser que a lubrificação excessiva seja por problemas de fungos e infecções (acompanhada por coloração amarelada e mau odor), a coisa é simples, você não serve ou gosta da coisa. Pense em abstrair o sexo com elas da sua vida, vá bater um Fifa no Play4, reúna-se com os amigos para jogar futebol ou em um bar e seja feliz.

A vagina tem muito pelo

É lógico que precisa ter um cuidado mínimo na área, pois ninguém merece pegar uma mata fechada e desbravar, mas você precisa deixar de lado o estereótipo das garotas sem pelos dos filmes pornôs.

Normalmente, quem já teve um relacionamento a médio e longo prazo, sabe que o padrão de depilação perfeita é algo comum em datas especiais. O perfil “raspadinha” não funciona na vida real. Homens de verdade não querem decretar o fim deles, podem sim pedir algumas variações durante o relacionamento. Se ela costuma ter uma higiene na área e sabe cuidar da região, sexo oral alí pode ser bem interessante.

Atenção: antes de reclamar dos pelos alheios, você já parou para ver os seus? Que tal dar uma aparada na juba do leão e facilitar ou deixar mais prazeroso o contato dela com seu ‘meninão’?

Como resolver problema: em caso de ‘mata fechada’ e um pouco mais de intimidade com a garota, faça a sugestão de forma carinhosa e não impositiva, propondo você e ela darem uma aparada na área para testar coisas e situações novas.

Eles dizem que a vagina é feia de se olhar

Cara, você já olhou para o seu pau? Ele é uma coisa estranha, muitas vezes torta, às vezes triste só de olhar também. Agora quer reclamar da vagina. Elas lembram flores e são delicadas. É claro, no meio do caminho, você vai encarar algumas maiores, no estilo Steven Tyler, ou mesmo um perfil mais ‘desbeiçado’, como Gene Simmons (baixista do Kiss), mas ainda assim, muito mais bonitas e interessantes do que o pênis masculino. Se elas fazem o esforço, por que você não?

Como resolver o problema: antes de maiores julgamentos, pegue um espelho e olhe para o seu!

Eles dizem que a boca não foi feita pra isso

Se for pensar assim, o ânus também não foi feito penetrar, e mesmo assim você sempre pede para a parceira fazer sexo anal. O sexo oral é uma consequência de estímulos que fazemos a elas e que iniciam com o beijo. Além de proporcionar prazer à parceira, isto acelera sua excitação e contribui para que a transa fique muito mais gostosa para ambas as partes.

Como resolver problema: reveja seus conceitos e prioridades. Seja coerente, se ela faz em você, por que não pode retribuir a ela? Se continuar com este pensamento, grandes chances de ser substituído pela concorrência.

Eles dizem que tem “nojinho”

Essa geração de homens ‘Tá com nojinho’ que não aprenderam a chupar uma manga na infância e hoje rejeitam mulheres por alguns pelos e aromas a mais não tem salvação. Se você, mulher, encontrou um desses, é melhor largar logo e partir para outra.

Como resolver problema: sobre isto, nada se tem a fazer. Se o cara chegou ao ponto de ter nojo, é melhor deixar a manga de lado escolher uma nova fruta para chupar. Como diria um certo Capitão… “Tá com nojinho? Então pede pra sair!”

Comentários:
Você não está logado! Crie seu perfil para comentar esse artigo.
Voltar a página anterior

Sobre Sobre
Apresentação do Swing
Torne-se um Parceiro Swing
Fale Conosco

Conteúdo exclusivo Conteúdo Swing exclusivo
Anúncios Swing
Vídeo Conferência
Meu Perfil Swing

Swing Brasil | Swingers do Brasil - www.swing.com.br 2018
swing . swing brasil . swingers . site de swing . troca de casais

Cadastre-se

 

Assinantes